georgeboleynlovehistory

A great WordPress.com site

other-boleyn-girl-2008_428.jpg

Natalie Portman e Eric Bana como Ana Bolena e Henrique VIII, no filme “A Outra”.

Deixe um comentário »

Reforma Calvinista!!!!!

 
  • João Calvino foi um teólogo cristão francês, que influenciou internacionalmente o desenvolvimento da doutrina da reforma protestante,ele, aos 30 anos,escreveu o livro “ Instituição da Religião Cristã ”. 
  • Nasceu em 10 de junho de 1509 em Noyon e morreu em 27 de maio1564 em Genebra. 
  • Os calvinistas seguiam uma certa linha de pensamento: Se Deus é onisciente, ele sabe de tudo. Então ele sabe se você vai para o céu ou para o inferno antes mesmo do seu nascimento e se tem um jeito de se ser esse escolhido é trabalhando muito para juntar muito dinheiro. 
  • Eles acreditavam que se só trabalhassem, dormissem e rezassem (sem gastar dinheiro com supérfluos, com vaidades ou coisas mundanas) seriam os escolhidos de Deus para ir ao Paraíso.
  • O Calvinismo teve muitos adeptos, principalmente entre a burguesia, que tinha sua práticas econômicas condenadas pelos católicos.
  • Antes, o trabalho era visto como uma coisa ruim, mas os calvinistas viam o trabalho como uma salvação, como uma coisa boa que tornava a pessoa digna. Lógica que seguimos até hoje.

 

Deixe um comentário »

Reforma Anglicana!!!!!!

Imagem

 Com vinte e poucos anos, no ápice da beleza e boa forma, com um talento acima da média para quase todas as atividades tanto físicas quanto intelectuais e rodeado por damas bonitas, Henrique VIII era considerado o príncipe mais promissor da cristandade. Mas uma coisa afligia a mente do jovem rei, ele não tinha um herdeiro do sexo masculino e todas as suas crianças com sua esposa espanhola, Catarina de Aragão, nasciam mortas (a única que vingou foi a princesa Mary).

Imagem

 Ao mesmo tempo, no castelo de Hever, a jovem Ana Bolena recém chegada da corte francesa (onde foi educada, sendo dama da Rainha Margaret of Austria) suspirava de amores pelo jovem Henry Percy, herdeiro de uma das famílias mais importantes da Inglaterra e dono de muitas terras, e desejava ter um destino diferente do de sua irmã Maria. Ela foi para Corte do rei Henrique e logo se destacou pela sua aparência exótica e seu sex appeal, na corte francesa ela aprendeu muitos artifícios para seduzir um homem, desde “artifícios íntimos” até como atrair um homem usando o olhar.

Imagem

 Ana seduziu Henrique negando as suas investidas amorosas e se recusando a consumar o flerte. Desesperado por Ana e “emburrado” com a Espanha por questões políticas, Henrique decide se separar de Catarina…. Roma, é claro, nega o divórcio, principalmente porque não queria perder o ouro que o império espanhol conseguia na América Espanhola. Isso deixa Henrique furioso e ele rompe com a Igreja Católica e cria a Igreja Anglicana, todos os mosteiros e casas religiosas da Inglaterra são destruídas e saqueadas a mando do rei e todos os seus bens (podem acreditar, eram MUITOS!) foram parar nos cofres reais, as taxas que eram pagadas para a Igreja continuam sendo cobradas nos “templos religiosos” mas em vez de irem para Roma, vão para o bolso do rei. Assim podemos perceber que a reforma anglicana não era totalmente por amor…

 Em relação ao tesouro das casas religiosas, Ana Bolena (que agora era rainha da Inglaterra, sendo uma das únicas esposas de Henrique VIII que foram coroadas e ungidas) enfrenta Thomas Cromwell, ministro do rei, sobre a questão dos tesouros que iam para o cofre real. Ela disse que esse dinheiro deveria ser investido em hospitais e universidades, gastos para o bem do povo e não deixando o rei e seu ministro mais ricos, agindo em prol de seu povo, a rainha Ana fez um poderoso inimigo, que não mediu esforços para derrubá-la. Após dar a luz a Elizabeth, perder alguns bebês e dar a luz a um menino morto e deformado, a rainha começou a cair. Por causa de seu comportamento “ardente” e da proximidade com seu irmão George (os dois eram tão próximos que, segundo alguns historiadores, eles realmente se desejavam com um marido deseja sua esposa ). Ela foi acusada de ser amante de seu irmão e de mais alguns de seus cortesãos favoritos (muitos deles faziam parte de um círculo homossexual, inclusive George), ela e seus “amantes” foram executados em 1536.

Deixe um comentário »

Reforma Luterana!!!

 Martinho Lutero era um alemão que era católico e muito fiel, ele estava “doido” para visitar Roma e conhecer o Papa, de quem era “super fã”! Quando chegou lá, encontrou um grande antro dos pecados e prazeres mundanos, ao invés da sede da Santa Igreja. Ele voltou para Alemanha totalmente revoltado e escreveu uma tese com 95 tópicos criticando a Igreja Católica, depois pregou essa tese na porta da igreja (que era onde tudo mundo ia e se encontrava, basicamente era o “point”). É claro que quando o Papa descobriu ele ficou p*** da vida e mandou Lutero se desculpar, que não se desculpou, queimou a bula papal (documento emitido pelo santo padre que mandava ele se retratar) e ainda chamou o emissor da bula de Demônio de Sete Cabeças… O povo alemão, interessado em se livrar da influência política da Igreja, apoiou Lutero.

 O imperador Carlos V reuniu os príncipes governantes dos principados para descutir se matavam ou não Lutero, decidiram matar mas uns príncipes que não queriam perder o poder de governar um principado raptaram Martinho e o deixaram sob sua proteção. Lá ele traduziu a bíblia e fundamentou os fundamentos da sua igreja. Lutero permitia o casamento entre os pregadores de sua igreja, proibia a adoração de ícones, adotava a fé como meio para a salvação e a livre interpretação da Bíblia.

 Enquanto fundava a nova Igreja, um novo movimento, inspirado nos ideais de Lutero (Anabatista), radicalizava as transformações para fora do campo religioso. Os anabatistas defendiam que a reforma seria um princípio pelo qual o privilégio econômico dos nobres também seria violado. Em resposta, Lutero condenou esse novo movimento e apoiou a dura repressão dirigida contra os anabatistas.

 No final da história Martinho Lutero foi queimado… 

 

Deixe um comentário »

Reforma Protestante!!!!

  A Reforma Protestante foi um movimento religioso que ocorreu na Europa há muito tempo atrás (teve início mais ou menos no século XVI)… Você deve estar se perguntando “O que os pobres padres fizeram para que os outros malvados se revoltassem?!“, vou fazer uma listinha com algumas práticas que levaram os europeus a se revoltarem:

-> Os padres vendiam indulgências, ou seja, vendiam o perdão de Deus ou uma “vaga no Paraíso”;

-> Também eram vendidos “coisinhas sagradas”, como pedacinhos da cruz que Cristo carregou, pedaços de mantos que Cristo ou a Virgem Maria usaram, mechas de cabelo de santos (esses santos deviam ter um cabelo “estilo Rapunzel”, né?)…

-> O pecado da Usura, que dizia que comprar por um preço e vender mais caro era pecado, fez com que os burgueses saíssem da missa de domingo revoltados (ao invés de aliviados) e ficassem propensos a aderir ao Calvinismo ou Puritanismo;

-> O “mal comportamento” do clero, era corrupto, “enchia a cara” e não respeitava o voto de celibato, mantendo várias concubinas nos fundos da igreja;

-> Também haviam os motivos econômicos! Basicamente havia a disputa pelos (MUITOS!) bens da igreja e também queriam o fim dos impostos que pagavam à Roma.

 As Reformas foram Luterana, Calvinista e Anglicana, também houve o movimentos protestante e anti-feudal Anabatista que não deu certo! 

Deixe um comentário »

Renascimento!!!!!!!

  •  O renascimento é, basicamente, o renascer do pensamento humano. As pessoas pararam de colocar Deus no centro de tudo e passaram a valorizar mais o homem (humanismo), mas não confunda: As pessoas não deixaram de acreditar em Deus!!!!!!!!!!!!
 
  • Ele começou na Itália por causa de alguns motivos, são eles: A fuga dos sábios do Império Bizantino para a Itália, a herança cultural da Roma Antiga, o surgimento de mecenas e Itália era muito rica, por causa das atividades mercantis.
 
  • Os princípios renascentistas eram: O humanismo, já citado acima, colocava o homem no centro de tudo; o hedonismo, que era a busca pelo prazer imediato e individual; o individualismo, que pregava que todos os seres humanos eram diferentes e únicos (diferente dos valores da igreja católica, que eram muito aceitos na idade média, de que todos eram iguais); o racionalismo, que buscava explicações naturais para as coisas, em vez de achar que tudo era “vontade de Deus”.
 
  • Durante o renascimento, a arte mudou muito. Os pintores adotaram um estilo mais realístico, passaram a valorizar a cultura greco romana e valorizar também o corpo humano e a nudez. 

  

Deixe um comentário »

Exercício sobre Mercantilismo!!!!

 Seres respirantes, mais exercícios!! Mandem a resposta para o email (theannemostboleynhappy@gmail.com)!

  1.  Diferencie o mercantilismo praticado na Inglaterra do praticado pela Espanha e Portugal.
  2.  Explique o que o protecionismo e como ele ocorre nos dia de hoje.
  3. Relacione o mercantilismo com a expansão marítima.
Deixe um comentário »

Exercício sobre Absolutismo!!!!

 Seres respirantes, essa é a 1° questão do meu blog!!! Leiam e mandem a resposta para esse email -> theannemostboleynhappy@gmail.com!!! E eu vou corrigir! =D

 

Leiam esse trecho, tirado do livro “O Diário de Ana Bolena”:

“Vou morrer acusada de enganar Henrique, condenada pelos meus pares, devido a uma abominável mentira. Apenas uma mentira. O meu esposo, meu amigo e amante de dez anos vai assassinar-me publicamente a sangue-frio… e ninguém porá objecções. Como pode ser? Como chegaram as coisas ao ponto de todos os lordes ingleses terem abraçado o mal com tanto fervor que executam uma dama para que o marido se possa casar com outra? É certo que Henrique não é um marido vulgar. É o rei. O sol. Um Deus na terra. Mas eu conheço-o e a verdade é que Henrique não passa de um homem colocado no trono por outros, por meio de guerras, matanças e sede de poder.”

 Esse trecho se assemelha a um pensamento de um teórico absolutista. Qual é ele?

Deixe um comentário »

Os Teóricos Absolutistas!!!!

 -> Jacques Bossuet: Autor da teoria do direito divino, dizia que o rei é rei pela vontade de Deus, e que é o seu representante na terra. As pessoas acreditavam tanto que o rei era “divino” que chegavam a acreditar que se beijassem a mão do rei, quando estivessem doentes, ficariam curadas.

->Thomas Hobbes:  Segundo Hobbes, a vida na terra seria sempre um caos, uma vez que o homem é um ser egoísta e vai sempre tentar tirar vantagem em tudo, por isso eles abrem mão de parte do próprio poder e dão para um monarca os governar. Por isso tudo o que o rei fala está certo, e não pode ser contestado.

-> Maquiavel: O “pai da política”, tem esse nome por ser o 1° a separar política da religião. O “Príncipe” é provavelmente o livro mais conhecido de Maquiavel, nesse livro ele defende que a Itália devia ser unificada (ela ainda não era um Estado Nacional) para se defender contra estrangeiros.

Deixe um comentário »

Mercantilismo!!!!

 

Durante o absolutismo, o rei (que tinha o poder absoluto) era quem mandava na economia. Cada país adotava uma prática mercantil diferente, ou seja, cada país tinha suas “táticas” para enriquecer. 

-> A Inglaterra investiu no comércio e incentivou as manufaturas, já que a Espanha e Portugal passaram a sua frente na descoberta do novo mundo. Também investiam na prática dos corsários, piratas que “trabalhavam para o rei”, saqueando os navios portugueses e espanhóis que voltavam cheios de ouro das terras do novo mundo.

->A França exportou a ideia do “chique”, exportando produtos de alto luxo (o chamado colbertismo).

->Espanha e Portugal eram metalistas, acreditavam que quanto mais metais preciosos tivessem no cofre, mais ricos seriam.

->Outras comuns práticas mercantis eram o Protecionismo (aumentar os impostos alfandegários, para que os produtos importados fiquem muito caros e as pessoas prefiram os nacionais) e a Balança Comercial Favorável (exportar mais do que importar).

Deixe um comentário »